Festival internacional
de fotografia e artes visuais

Exposições - Seção oficial

PHotoEspaña > PHE12 > Exposições > Seção oficial
Luis González Palma y Graciela De Oliveira. Jerarquías de Intimidad, la separación. Detalle libro de artista, 2008. © Luis González Palma y Graciela De Oliveira
Luis González Palma y Graciela De Oliveira. Jerarquías de Intimidad, la separación. Detalle libro de artista, 2008. © Luis González Palma y Graciela De Oliveira
Luis González Palma y Graciela De Oliveira. Jerarquías de Intimidad, la separación. Detalle libro de artista, 2008. © Luis González Palma y Graciela De Oliveira
Luis González Palma y Graciela De Oliveira. Tu/mi Placer, 2009. © Luis González Palma y Graciela De Oliveira.
Luis González Palma y Graciela De Oliveira. Tu/mi Placer, 2009. © Luis González Palma y Graciela De Oliveira

Luis González Palma e Graciela De Oliveira. Tu/meu prazer

Graciela De Oliveira

Luis Gonzalez Palma

Sesc Consolação

Rua Doutor Vila Nova, 245

Telefone: 3234 3000

Segunda a Sexta: 7:00 h às 22:00 h

Sábado e feriados: 10:00h às 19:00h

 

Datas: 23 de outubro - 25 de janeiro 

Entre 2002 e 2007, Luis González Palma e Graciela De Oliveira realizaram juntos o projeto Hierarquias de Intimidade, cujo anterior foi Conjugação de intimidade (o eu prévio e o eu posterior ao encontro) e seu epílogo Tu/meu prazer (sobre a violência tácita no casal). Durante essas etapas compartilharam ações, textos e cenários que lhes permitiram transitar os papéis e sentidos dos vínculos entre os corpos individuais, que formam o corpo familiar.

Das sete etapas desse projeto, são apresentadas nesta exposição quatro. Hierarquia de intimidade (a anunciação), aborda as instâncias pessoais atravessadas sobre o desejo de procriar um filho: a experiência erótico-romântica da união e o fato real de um filho em gestação, anunciado para a sociedade. Hierarquia de intimidade (a separação), realizado com e para seus filhos, é criado como um jogo, como um dispositivo de trânsito, tais como a família, que nos prepara para a separação. O ponto de partida foi uma ação: a mãe cortou seu cabelo longo com o qual fez penteados a partir de pinturas e bordou letras maiúsculas de um conto com o objetivo de descrever os personagens nesse presente: a história da família como objeto de ficção. O pai usou os penteados para cenários e fotografou cada integrante da família em relação ao objeto simbólico (a mãe).

Tu/meu prazer se concretou em uma instalação publicitária pelas ruas da Guatemala com textos tirados das letras de boleros, nas quais o desejo romântico é o antecedente que dá lugar à possessão mais ilegível. As fotos em si causaram uma “bonita violência dissimulada” nas cenas ao vivo. Por último, Corpos intangíveis propõe que o quê nos seduz do outro não é seu corpo, mas suas próprias imagens idealizadas que vimos escrito nele quando “o espiávamos”.

A trajetória de Luis Gonzáles Palma (Guatemala, 1957) inclui exposições em The Art Institute of Chicago; The Australian Centre for Photography; o Palacio de Bellas Artes de México o The Royal Festival Hall, de Londres. Participou de festivais como Les Rencontres de Arles, o Photofest de Houston, o Festival de Bratislava na Eslováquia e PHotoEspaña, que concedeu a ele, em 1998, seu prêmio máximo. Graciela de Oliveira (Argentina, 1967) é formada em arquitetura. Realiza projetos com equipamentos que atuam como dispositivos artísticos em tempo real e compartilham processos em interação.

C/ Verónica 13 · 28014 Madrid
T. +34 913 601 326 · F. +34 901 020 535
info@phe.es